Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

à nora com a sogra

Um blog sobre histórias de família em geral e mães de maridos em particular. Ou um registo terapêutico de episódios reais que mais parecem ficção.

As autoras:

Arquivo:

Coisa e Criatura, como é que vai isso?

Todos os dias, na página do Facebook há pessoas que nos perguntam como estamos, onde andamos, porque desaparecemos.

Este post, escrito por uma de nós, mas com o coração das duas, é para todos os que estão ai desse lado, porque quem gasta o seu tempo connosco, merece uma resposta, merece atenção.

Na verdade, nós não desaparecemos, a vida é que foi acontecendo no entretanto. Veio a Primavera e depois o Verão, os dias compridos e as férias. Os miúdos mais tempo em casa e a precisar de mais atenção, a piscina e a praia e a vida lá fora. Depois os dias desencontrados, eu por aqui, a Coisa várias semanas com a família em Portugal, eu fora, a Coisa a regressar. E por fim o recomeço do final do Verão e as escolas e as actividades e a vida sempre a correr. E entretanto chegamos ao presente.

Gostava de vos dizer que foi só isso, que foi só a vida que se foi vivendo todos os dias, que o calor trouxe preguiça e as semanas se foram passando, mas infelizmente não foi só isso. A verdade é que a Coisa está doente. Um diagnóstico e tudo virado ao contrário, respostas impossíveis e processos necessários. A Coisa vai explicar tudo um destes dias, a seu tempo, no seu ritmo, vai inclusive contar-vos como é que a sogra reagiu à notícia da doença, mais um filme, como não poderia deixar de ser. Hoje, o que vos queríamos dizer é que este blog é escrito a 4 mãos e quando duas das mãos não têm disponibilidade para este diálogo, para esta sinergia, as outras duas também se deixam estar, esperando melhores dias.

A Coisa, que devo dizer-vos, é uma pessoa extraordinária, inspiradora e extremamente optimista, queria escrever qualquer coisa do género "A Coisa tem estado muito doente, será que foi praga da sogra?". Eu tenho um sentido de humor menos apurado e acredito que hoje devemos falar a sério. Hoje, porque boas energias nunca são de mais, queria pedir-vos que me ajudassem a celebrar a Coisa, o seu coração enorme e a sua capacidade infinita de sorrir. Hoje, queria pedir-vos comentários e likes, palavras simpáticas e abraços apertados, todos, todos para a Coisa, essa miúda gira que me entrou na vida e me tornou melhor. Digo-lhe muitas vezes que gosto muito dela, hoje digo mais uma, aqui, para toda a gente ouvir. Coisa, és a maior! 

Não desaparecemos portanto, estamos aqui, a gerir a vida e a tomar coragem para escrever mais. A Coisa tem um infinito de histórias para contar e eu também estou a dever umas quantas. Não fugimos, vamos voltando, aos bocadinhos. Pé ante pé. 

Obrigada por estarem e continuarem ai. <3

7 comentários

Comentar post

As autoras:

Arquivo: