Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

à nora com a sogra

Um blog sobre histórias de família em geral e mães de maridos em particular. Ou um registo terapêutico de episódios reais que mais parecem ficção.

As autoras:

Arquivo:

A minha sogra tem...

Antes de mais... Feliz 2015! Que as sogras não vos dêem cabo da cabeça!

 

Pois que no final do ano passado fiquei a par de uma novidade estonteante: a minha sogra tem uma conta no Facebook! Uau!

O primeiro passo foi bloquear o endereço nos nossos perfis pessoais todos, como é obvio, mas depois uma pessoa pode sempre apreciar. Assim às primeiras temos a foto, onde com detalhe se pode analisar as trombas das senhora, com a cara de enjoada do costume, como se lhe estivesse sempre a cheirar mal. Eu não a vejo seguramente há uns 5 anos, na foto está igual à ultima vez que a vi, mas maior, vá. Depois há a lista de amigos, não sei quantos são, o que sei é que a lista de amigos dela é praticamente igual á minha lista de bloqueios, uma maravilha portanto, todas as pessoas que ela envenenou ao longo dos anos, ali concentradas num quadradinho. Tanta gente que não aprende, caramba. Os likes também dizem muito sobre ela, mas nem vou por ai, porque gostos são gostos e cada um tem os seus.

E depois a melhor parte, os comentários nas várias publicações. Muitos são só parvoíces como "ah D. não sei quantas está tão linda na foto" ou "ena pá a D. não sei quantas agora tem Facebook"  mas há alguns que me preocupam verdadeiramente, gente que eu não conheço (que calculo tenha iniciado algum tipo de relação com a minha estimada sogra depois de nós termos saído de cena), que diz coisas tipo "D. não sei quantas, obrigada por ser minha amiga" ou "estou muito feliz por a D. não sei quantas ser como é". Estas frases são assustadoras. Agora já não, porque já me deixei disso, mas antigamente eu era criatura (espera, eu sou a criatura!) para ter pena desta gente, para ter uma pontinha de vontade de avisa-los(as) sobre o que vem a seguir, sobre o que acontece no dia em que não fizerem exactamente o que a D. não sei quantas quer que façam, ou o que já está a acontecer, porque o acto de falar mal pelas costas faz parte do ADN da minha sogra. Amiga? Really? Esta gente está ceguinha? Aquela pessoa não é amiga de ninguém, nem dela própria quanto mais! E obrigada por ser como é? Puxa! Eu cá sou agradecida por muita coisa nesta vida, mas o feitio da mãe do Homem jamais fará parte da lista! Pobres almas, nem sabem o que, mais cedo ou mais tarde, as espera... 

A minha sogra tem Facebook, e as vossas? Contem-me tudo!

As autoras:

Arquivo: